FEDERACAO ESTADUAL DE FUT 7 DO RIO DE JANEIRO
CAMPEONATOS - 31/07/2019 às 03:33:12
REAL ARMINHO É CAMPEÃO DA COPA FALCON 2019!
Em jogo de duas viradas, Real Arminho marca no final e leva o título da Copa Falcon 2019.

Por GILBERTO DEMERCIAN
RIO DE JANEIRO, RJ
Em jogo de duas viradas, Real Arminho marca no final e leva o título da Copa Falcon 2019. (Foto: FERJF7)
Ingredientes não faltaram na decisão do último sábado, 27, da Copa Falcon. 

O Real Arminho superou o Bonsucesso por 3 a 2 e garantiu o primeiro título na Federação Estadual de Fut 7 do Rio de Janeiro. 

Os gols do campeão foram marcados por Marlos, Douguinha e Matheus Rocha. Wendel e Dêgo fizeram para o Bonsuça. 

O destaque dessa final eletrizante foi o arqueiro do Real, Rafa Alves, que teve uma grande exibição e ainda pegou um shoot out no fim. 

Wellington, meio-campo do Bonsuça, levou o troféu de artilheiro da competição com 7 gols. 

Sobre o jogo:

Uma palavra que descreveu bem esta final foi "equilíbrio". 

O público presente no campo do Falcon acompanhou dois times com vontade e garra de levantarem o caneco da FerjF7. 

O Bonsucesso começou mais ligado. O volume inicial permitiu que abrisse o placar. Wendel finalizou de perna esquerda depois do passe do Wellington. A equipe do treinador Jefferson Sá continuou em cima, mas não caprichava nas finalizações. 

O Real Arminho não oferecia perigo, porém teve uma postura ofensiva, diferente da semifinal contra o Americano. Quando a equipe do treinador Leandro Ferreira cresceu na decisão, chegou ao empate depois de boa jogada pelo lado esquerdo e o artilheiro Marlos só teve o trabalho de empurrar para a rede. 1 a 1. 

Ao sofrer o empate, o Bonsuça não deixou o ritmo cair. A partida ficou mais movimentada e quem saiu com a vitória parcial na primeira etapa foi o Bonsucesso. O camisa 10, Dêgo, tentou tabelar com o Wellington, contou com a bobeada do adversário e sorte também, para desempatar o confronto para recolocar sua equipe na frente, 2 a 1. 

Ainda deu tempo do Real Arminho contar com dois shoot outs desperdiçados por Marlos. No primeiro, o atacante mostrou desconhecer a regra na hora da cobrança. O juiz apitou, os jogadores do adversário correram na direção do cobrador e ele ficou parado, talvez por não ter sido orientado sobre a mudança da regra de fut 7. Bobeou.  No segundo, adiantou demais e o goleiro Alan cresceu para cima dele. Com 25 minutos mais os acréscimos dignos de um primeiro tempo de decisão de alto nível, ambos voltaram com a ideia de definir a final o mais rápido possível. 

Diferente da etapa inicial, o Real evoluía nas jogadas ofensivas e passou a ter mais volume que o adversário. Durante o jogo, o Real teve a baixa do seu artilheiro Marlos, que foi eliminado da partida (quando um jogador faz cinco faltas no decorrer) e a comissão técnica contou com a estrela de um jogador que não havia atuado ainda na Copa Falcon. 

Antes dele entrar, o treinador chegou a improvisar o zagueiro Vagão de centroavante, no entanto, a história do Douguinha estava predestinada.O camisa 22 do Real entrou e num dos primeiros lances em campo, ele completou de cabeça para o gol e deixou tudo igual, depois de lindo lance de Vitor Castro. Douguinha esteve relacionado durante a competição, mas não atuou em nenhuma partida. Brilhou a estrela dos treinadores também. 

A partir do 2 a 2, a decisão inflamou. O Real tinha as melhores oportunidades e o Bonsucesso encolheu demais, até sofrer o "golpe final". Vitor Castro sofreu a falta. Belinho, que já tinha cobrado uma durante o jogo e acertado a trave, bateu forte, contou com a falha do goleiro Alan e Matheus Rocha, o mesmo que participou diretamente do segundo gol do adversário, estufou a rede. Virada no Falcon, 3 a 2. 

Com o Real na frente, o Bonsucesso se atirou. Tinha pouco tempo para mudar a história. Por isso brilhou a estrela de um dos responsáveis por esse título do Arminho. 

Shoot out para o Bonsucesso, minuto final e Wendel pegou a bola. Rafa Alves mostrou frieza e defendeu a cobrança do meio-campo do Bonsuça, no meio do gol. 

Depois dessa defesa, a arbitragem decretou o fim da partida para a festa do presidente Alan Dias junto com o grupo do Real Arminho. 

No primeiro semestre na federação, alcançaram o primeiro objetivo: título para colocar na prateleira. 

Parabéns, Real Arminho!

Fonte: JP Marques / FERJF7

publicidade